SANTOS 0 x 1 barcelona/equ.

Cenas lamentáveis na Vila Belmiro….antes, durante e depois do jogo.

VÍDEO EXCLUSIVO  SANTOSFC.TV

No Youtube:

Também disponível no Facebook :

 

 

Torcedor do Santos perde a visão após confusão na Vila Belmiro
Homem de 45 anos foi atingido por objeto e não enxergará mais com o olho direito.
http://www.atribuna.com.br/…
.
Um torcedor do Santos perdeu a visão do olho direito após ter sido atingido durante a briga entre torcedores e policiais ocorrida na eliminação da equipe na Libertadores, na última quarta-feira (20), na derrota por 1 a 0 para o Barcelona-EQU.

O aposentado Alexandro Silva de Abreu, de 44 anos, morador de Vicente de
Carvalho, em Guarujá, passou por cirurgia para reconstruir o globo
ocular na manhã desta sexta-feira (22), na Santa Casa, e ainda não tem
previsão de alta.

Segundo a filha da vítima, Alexia Fernandes de
Abreu, seu pai relatou ter sido atingido por uma bala de borracha quando
tentava sair da Vila Belmiro pelos portões 7 e 8. Nesse momento, a
cavalaria da Polícia Militar avançou em direção aos torcedores e começou
a disparar bombas de efeito moral e balas de borracha.

Alexandro foi atingido em cheio no rosto e amparado
por dois amigos que estavam com ele. Eles tentaram pedir ajuda a alguns
policiais para levá-los ao hospital, mas não foi possível, e os três
tiveram que ir andando em busca de atendimento.

Um dos amigos de Alexandro, Simeão do Espírito
Santo, contou que tentou ajudar com os primeiros socorros. “Olhei para o
rosto dele e estava todo ensaguentado. Tirei a minha camisa, peguei um
pouco de gelo de um isopor de vendedores ambulantes e tentei buscar um
espaço para sairmos do tumulto”.

O primeiro hospital escolhido foi a Beneficência
Portuguesa, devido à proximidade do estádio, mas, de acordo com Alexia, o
hospital estava de portas fechadas por conta da confusão.

Em seguida, o trio seguiu em caminhada até a Santa
Casa, onde Alexandro foi atendido. “Perguntei se ele aguentava andar até
a Santa Casa. Ele disse que estava doendo muito e que não conseguia
enxergar, mas nós o guiamos e chegamos ao hospital rápido”, disse
Simeão.

A família agora aguarda a reação ao pós-operatório.
Ainda de acordo com a filha, Alexandro “está inconformado com a
situação” e sem condições de falar sobre o assunto. Simeão também
comentou que o semblante do amigo é de tristeza. “Ele está muito
chateado”.

Polícia

Questionada sobre sua participação no episódio, a
Polícia Militar informa que, apesar do intenso confronto no local, não
há registro de vítimas. Em meio à confusão, diversos objetos foram
atirados pelos próprios torcedores, como pedras, garrafas de vidro,
bombas. Para conter a ação dos vândalos, os policiais revidaram usando
balas de borracha e bombas de efeito moral.

Em relação a Alexandro, a PM informa que ele pode
comparecer ao Sexto Batalhão de Polícia Militar para prestar queixa.
Para isso, passará por um exame de corpo de delito que irá esclarecer
se, de fato, foi atingido por bala de borracha ou por outro objeto.

21686381_842913839210387_5018446315319695482_n21764781_842913199210451_813575037389580357_n

21686809_842901485878289_613077681610028313_o

21686477_842910705877367_8480600174430610684_n

 

 

 

 

 

 

21687652_842931215875316_8279563322706597712_n

 

21615966_10211036913022375_7598530685084031239_n